Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ataque a rebanho na Guarda revela urgência em meios de proteção - Grupo Lobo

Lusa

  • 333

Guarda, 24 abr (Lusa) - O Grupo Lobo, uma associação não-governamental, independente e sem fins lucrativos, defendeu hoje a urgência na utilização de "antigos métodos" de proteção do gado, na sequência do ataque a um rebanho na zona da Guarda.

Vários lobos terão atacado no domingo um rebanho numa propriedade agrícola de Granja do Jarmelo, Guarda, matando 20 ovelhas. Segundo o proprietário João Martins, o rebanho de 40 ovelhas estava no cercado, no campo.

"Eu apercebi-me pelas 10:00 e, quando ia para lá [para o campo], foi avistado um lobo nas proximidades. Foi visto de relâmpago, numa clareira, mas não tenho dúvidas de que era um lobo", assegurou o agricultor à agência Lusa.