Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Associações portuárias rejeitam razões para greve dos estivadores

Lusa

  • 333

Lisboa, 25 Jun (Lusa) -- As associações de empregadores do setor portuário garantiram hoje à Lusa não haver razões para os estivadores do Porto de Lisboa terem entrado em greve, alegando que estão a cumprir a lei e disponíveis para dialogar.

"Neste momento estamos a aplicar o contrato coletivo de trabalho em vigor. Não se percebe que o sindicato vem agora, depois de todos os prejuízos que já causou, com mais uma greve, que vai, uma vez mais, manchar a imagem do Porto de Lisboa e pôr em causa as exportações e a economia nacional", afirmou, em declarações à Lusa, a presidente da Associação-Empresa de Trabalho Portuário (AETP) de Lisboa.

Os estivadores do Porto de Lisboa iniciaram hoje uma greve marcada para as próximas quatro semanas que se deve, segundo o sindicalista António Mariano, "à violação diária e reiterada do contrato coletivo de trabalho em vigor" pelas empresas.