Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Associações de jornalistas de Macau criticam polícia por interferir com trabalho dos repórteres

Lusa

  • 333

Macau, China, 22 fev (Lusa) - A Associação de Imprensa em Português e Inglês de Macau manifestou hoje, em comunicado, preocupação com os acontecimentos de quinta-feira em que agentes policiais retiraram a jornalistas panfletos que lhes foram distribuídos por ativistas.

"Entendemos que a ação das autoridades policiais deve ser cabalmente explicada. A liberdade de informação é um direito consagrado na Lei Básica, sendo que se comemora atualmente o 20.º aniversário da sua promulgação", refere a nota da associação.

O caso ocorreu na tarde de quinta-feira quando três ativistas foram detidos junto à Torre de Macau, onde estava para chegar o presidente do Comité Permanente da Assembleia Popular Nacional da China, Wu Bangguo, segunda figura da hierarquia, que termina hoje uma visita de três dias ao território.