Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Associação realiza protesto em dia de cerimónia de consignação de obra do Polis Ria Formosa

Lusa

  • 333

Faro, 22 fev (Lusa) -- A associação dos mariscadores e viveiristas da Ria Formosa Vivmar realiza hoje um protesto contra o atraso nas dragagens desta área protegida, por ocasião da cerimónia de assinatura da consignação do parque ribeirinho da cidade.

A Vivmar pretende alertar os responsáveis do Programa Polis da Ria Formosa (de valorização ambiental) e da Câmara de Faro para o caráter prioritário das dragagens dos canais, cujo atraso está "a ameaçar o ecossistema" desta zona húmida e "a sobrevivência de milhares de pessoas" que dela retiram o seu sustento, disse à Lusa o presidente da associação, Américo Custódio.

"A falta de dragagem é a destruição da ria e é o que está a acontecer neste momento nos canais principais e secundários. Há um grande desequilíbrio nas correntes, não há estabilidade nenhuma e, quando há marés grandes, a força da água destrói os esteiros e impede que o marisco e o peixe cresçam, além de provocar a degradação dos terrenos dos viveiros", denunciou.