Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Associação de Hotelaria desvaloriza relatório OCDE e pede IVA de 13% na restauração

Lusa

  • 333

Lisboa, 15 mai (Lusa) -- O presidente Associação de Hotelaria, Restauração e Turismo desvalorizou hoje a proposta da OCDE de aumentar o IVA nos hotéis, considerando antes que deve ser reposta em 13% a taxa da restauração, um setor importante da atividade hoteleira.

Em declarações à agência Lusa a propósito do relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) em que é sugerido um aumento da taxa global do IVA na hotelaria para 23%, o presidente da Associação Portuguesa de Hotelaria, Restauração e Turismo (APHORT), António Condé Pinto, sublinhou que o "importante é trazer para a discussão a reposição do imposto [cobrado na restauração] para os 13%".

O Diário de Notícias escreve hoje que a OCDE considera, no seu relatório pedido pelo Governo português, que a "aplicação de taxas reduzidas a alguns setores, como o da indústria da hospitalidade, é uma má forma de apoiar as oportunidades de emprego de baixas qualificações".