Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Associação de Futebolistas de Inglaterra defende sanções retroativas

Lusa

  • 333

Londres, 25 mar (Lusa) -- O presidente da Associação de Futebolistas Profissionais de Inglaterra, Gordon Taylor, defendeu hoje a aplicação de sanções retroativas para casos graves de indisciplina que não tenham sido avaliados pelo árbitro de um jogo.

"Não estamos a propor que os encontros devam ser arbitrados de novo numa segunda-feira de manhã, mas acredito que tem de haver a possibilidade de se rever lances deste tipo", afirmou hoje Taylor à agência Press Association.

Estas declarações surgem ainda a propósito do lance polémico da última jornada da liga inglesa em uma entrada violenta do jogador do Wigan, Callum McManaman, sobre Massadium Haïdara, defesa francês do Newcastle FC, não foi punida pelo árbitro da partida, reacendendo as discussões sobre a possibilidade de castigar lances que não foram vistos na hora pelos "juízes de jogo".