Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Associação da Cerâmica quer gás 10% mais barato para aumentar exportações

Lusa

  • 333

Coimbra, 06 fev (Lusa) - O vice-presidente da Associação das Indústrias da Cerâmica e presidente do Centro Tecnológico da Cerâmica defendeu hoje em Coimbra uma redução "acima dos 10%" no preço do gás para garantir a competitividade daquela indústria na Europa.

"É difícil a indústria afirmar-se lá fora" quando os concorrentes europeus "têm custos de energia mais baixos", apontou o presidente do Centro Tecnológico da Cerâmica e do Vidro (CTCV), Marcelo de Sousa, considerando que a redução do gás teria de ser sempre "acima dos 10%" para aumentar as exportações do setor.

O também vice-presidente da Associação Portuguesa das Indústrias de Cerâmica e Cristalaria (APICER) sublinhou que a indústria da cerâmica e do vidro "é o maior consumidor industrial de gás" no país, sendo que a "desigualdade na área da energia" é o principal constrangimento à exportação.