Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Árvores caídas no temporal de janeiro em Sintra aproveitadas para restauros ou biomassa

Lusa

  • 333

Lisboa, 22 mar (Lusa) -- O temporal de janeiro provocou a queda de 2.000 árvores em Sintra e a sua madeira vai ser aproveitada para restauros ou vendida para biomassa, mas sem um retorno "minimamente significativo" para a empresa Parques de Sintra-Monte da Lua.

A empresa pública que gere os parques naturais do concelho de Sintra explicou que os fins dados à madeira resultante do temporal de 19 de janeiro são idênticos aos dados às árvores que vão caindo nas zonas sob a sua gestão.

"A madeira melhor e mais nobre é armazenada em parque para utilização posterior nas nossas obras de restauro e recuperação", avançou a empresa, exemplificando com o novo Centro de Apoio ao Visitante, que está a ser terminado no Castelo dos Mouros, e o 'stand' usado nas feiras de Turismo.