Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Arquitetura portuguesa "ficou mais pobre" com a morte de António Pardal Monteiro - SEC

Lusa

  • 333

Lisboa, 19 nov (Lusa) - O secretário de Estado da Cultura, Jorge Barreto Xavier, lamentou hoje a morte do arquiteto António Pardal Monteiro, aos 84 anos, sublinhando que deixa "mais pobre" a arquitetura e a cultura portuguesas.

Num comunicado enviado à agência Lusa, o gabinete do secretário de Estado salienta que o desaparecimento do arquiteto, falecido no sábado, em Lisboa, vítima de doença prolongada, deixa a arquitetura portuguesa "de luto".

António Pardal Monteiro, "é um nome que ficará para sempre ligado à conceção e construção de importantes edifícios da arquitetura pública portuguesa, de que se destaca a Biblioteca Nacional de Portugal", segundo Jorge Barreto Xavier.