Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Armstrong: Joaquim Gomes diz que confissão deve fazer "rolar mais cabeças"

Lusa

  • 333

Lisboa, 18 jan (Lusa) -- O diretor da Volta a Portugal, Joaquim Gomes, defendeu hoje que o ciclismo deve aproveitar a confissão de Lance Armstrong para promover o debate profundo sobre o fenómeno do doping, mesmo que para isso tenham de "rolar mais cabeças".

"Há que aproveitar este momento e se tiverem de rolar mais cabeças, mesmo nas mais altas instâncias do ciclismo, elas que rolem", observou Joaquim Gomes em declarações à agência Lusa, em reação à entrevista de Armstrong, na qual o norte-americano admitiu pela primeira vez que se dopou durante toda a carreira de ciclista.

O diretor da Volta a Portugal assinalou que a modalidade "já há alguns meses estava em estado de alerta à espera desta entrevista", concedida à apresentadora de televisão Oprah Winfrey e emitida na quinta-feira nos Estados Unidos, exigindo que retirem consequências da admissão de culpa de uma das maiores figuras do ciclismo.