Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Armadores pedem grupo de trabalho para analisar futuro da frota palangreira de superfície

Lusa

  • 333

Redação, 03 dez (Lusa) - Os armadores portugueses pediram ao Governo a criação de um grupo de análise ao futuro da frota palangreira de superfície, atividade que está em risco devido à proibição comunitária de remoção das barbatanas de tubarão a bordo.

Num ofício enviado ao secretário de Estado dos Assuntos do Mar, Manuel Pinto de Abreu, a Associação dos Armadores das Pescas Industriais (ADAPI) admite ainda a necessidade de incluir este tipo de embarcações no quadro de uma próxima portaria de abates.

"Com o duro golpe que a frota de palangre de superfície [com anzóis] acaba de receber, por via desta mais que incompreensível proibição, a sustentabilidade operativa e económica ficou definitivamente comprometida", lê-se no documento, ao qual a agência Lusa teve hoje acesso.