Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Argentina: País não cede a "nenhuma ameaça" do FMI - Cristina Kirschner

Lusa

  • 333

Nova Iorque, 26 set (Lusa) - A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, reagiu na terça-feira a um alerta do Fundo Monetário Internacional (FMI) relativamente ao método para medir a inflação, afirmando, na Assembleia-Geral da ONU, que o país não vai ceder a "nenhuma ameaça".

A diretora-geral do FMI, Christine Lagarde, disse na segunda-feira que o Fundo vai passar "um cartão vermelho" à Argentina, se o país não resolver os problemas de estatística, que lhe valeram já um procedimento de sanção no âmbito da instituição internacional.

"O meu país não é uma equipa de futebol, é uma nação soberana que toma as suas decisões de forma soberana e que não se deixará submeter a nenhuma pressão nem a nenhuma ameaça", afirmou Kirchner no discurso na Assembleia-Geral das Nações Unidas.