Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

AR/Censura: "Nós cá prosseguiremos o nosso caminho" -- Passos Coelho

Lusa

  • 333

Lisboa, 03 abr (Lusa) - O primeiro-ministro acusou hoje o PS de atraiçoar o "mandato de verdadeira mudança" resultante das legislativas de 2011 ao apresentar uma moção de censura ao Governo e afirmou que a maioria PSD/CDS-PP prosseguirá o seu caminho.

Numa intervenção durante o debate da moção de censura do PS, na Assembleia da República, Pedro Passos Coelho considerou irónico que esta seja apresentada "em vésperas de se assinalar o 30.º aniversário da posse do Governo de coligação liderado pelo PS que assumiu a responsabilidade de pedir o auxílio do Fundo Monetário Internacional em 1983", chefiado por Mário Soares.

"Nessa altura, o PS resistiu à solução radical da extrema-esquerda e, com frequência quase diária, teve de ripostar à demagogia que agora, em 2013, acolhe como discurso oficial passando de vítima a vitimador", declarou o primeiro-ministro, acrescentando: "Nós cá prosseguiremos o nosso caminho de trabalhar para mudar Portugal e para conquistar uma esperança que mobilize os portugueses".