Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Árbitros de futebol de Évora avançam para greve por tempo indeterminado

Lusa

  • 333

Évora, 08 nov (Lusa) - Os árbitros de futebol de Évora vão avançar para uma greve, por tempo indeterminado, contra o decreto-lei que acaba com o policiamento em espetáculos desportivos e a falta de solidariedade do presidente da associação de futebol local.

O presidente do Núcleo de Árbitros de Futebol de Évora, Hugo Quintino, adiantou hoje à agência Lusa que a greve resulta do "descontentamento dos árbitros" com o decreto-lei do Governo que "acaba com a comparticipação ao policiamento nos jogos de iniciados e juvenis".

Segundo o responsável, os juízes estão também insatisfeitos com o presidente da Associação de Futebol de Évora (AFE), Amaro Camões, que não se tem mostrado "minimamente preocupado com esta situação", tendo afirmado que "apenas precisava de equipas e de um campo para fazer os jogos".