Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

AR: Vieira da Silva afasta "qualquer risco de conflito de interesses" dos deputados que integram comissão da 'troika'

Lusa

  • 333

Lisboa, 26 jul (Lusa) - O presidente da comissão de acompanhamento do programa da 'troika' esclareceu hoje que aquela comissão parlamentar não tem "competência legislativa" e que está afastado "todo e qualquer risco de conflito de interesses" dos seus membros relativamente às privatizações.

Os esclarecimentos constam de uma carta de Vieira da Silva (PS) em resposta ao deputado do CDS-PP Adolfo Mesquita Nunes, que pediu um "esclarecimento público" sobre as "reais competências" da comissão, dadas as "intervenções públicas" baseadas na convicção de que comissão fiscaliza ou decide sobre as privatizações previstas no programa da 'troika' e que existiriam "conflitos de interesses" por parte dos parlamentares que a integram.

Em causa estão sobretudo diversas intervenções de Paulo Morais, vice-presidente da associação Transparência e Integridade, questionando a escolha de Adolfo Mesquita Nunes e Miguel Frasquilho (PSD) para acompanharem o programa da 'troika', por estarem ligados a empresas como a EDP, no primeiro caso, e o BES, no segundo.