Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Aproximação a posições sindicais pode ser trabalhada, mas greve mantém-se - FNE

Lusa

  • 333

Lisboa, 14 jun (Lusa) -- A Federação Nacional da Educação (FNE) afirmou hoje, depois de duas reuniões no Ministério da Educação e da Ciência (MEC), que a greve de segunda-feira será mantida, mas admitiu "aproximações" da tutela às posições sindicais que merecem ser trabalhadas.

À saída da segunda reunião do dia com o secretário de Estado do Ensino e da Administração Escolar, Casanova de Almeida, que juntou no MEC as federações e sindicatos de menor representatividade para mais uma ronda negocial relativa às novas regras a aplicar à função pública, o secretário-geral da FNE, João Dias da Silva, afirmou que deve ser dado "espaço a esse tempo de negociação", que será o da negociação suplementar na próxima quinta-feira.

"Preferimos apostar na negociação do que estar a entrar num galope de greves que não trariam a solução. Preferimos a negociação para este tempo que agora se aproxima", declarou Dias da Silva.