Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Antigo reitor da Universidade de Coimbra prefere que Académica se torne uma sociedade unipessoal por quotas

Lusa

  • 333

Coimbra, 19 jan (Lusa) - O antigo reitor da Universidade de Coimbra (UC) Rui Alarcão defendeu hoje que a Académica - Organismo Autónomo de Futebol (OAF) tem de procurar um modelo de gestão que respeite a ligação à academia e à Universidade de Coimbra.

O professor jubilado de Direito da UC e antigo conselheiro de Estado falava à agência Lusa no final de uma reunião de sócios, fechada à comunicação social, em que se debateu o futuro modelo de gestão do clube, no âmbito do novo regime das sociedades desportivas.

"Temos de procurar chegar a uma solução que não 'desacademise' a Associação Académica - OAF, que não pode ser uma Sociedade Anónima Desportiva (SAD)", a não ser que seja numa versão que não quebre a matriz do clube, referiu Rui Alarcão.