Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Antigo presidente do Beira-Mar sujeito a caução

Lusa

  • 333

Aveiro, 12 dez (Lusa) - O antigo dirigente do Beira-Mar Mano Nunes foi hoje indiciado por um crime de burla qualificada e outro de peculato, no âmbito do processo da venda do terreno das piscinas do clube, informou o próprio.

Numa nota publicada na sua página na rede social Facebook, Mano Nunes diz ainda que terá de prestar uma caução nos próximos 20 dias, como medida de coação, não divulgado o valor da mesma.

O arguido encontra-se ainda proibido de contactar com algumas pessoas envolvidas no processo.