Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Antiga dona do BPN ainda não assumiu prejuízos de 75 'offshore'

Lusa

  • 333

Lisboa, 20 jun (Lusa) -- O presidente da Galilei, Fernando Lima, reconheceu hoje em tribunal que a empresa que lidera (ex-SLN) ainda não consolidou os resultados de 75 sociedades 'offshore' e que, se tal acontecer, a antiga dona do BPN vai à falência.

"A Galilei assume a titularidade destas 75 'offshore', mas não assume os prejuízos", afirmou o juiz presidente do caso BPN, Luís Ribeiro, numa nova sessão do julgamento do caso principal interposto pelo Ministério Público contra vários antigos gestores do banco que foi nacionalizado em 2008, entre os quais, o fundador e presidente Oliveira e Costa.

O juiz questionou Fernando Lima, que se apresentou em tribunal na qualidade de testemunha, sobre as razões que justificam existir uma "contradição entre aquilo que foi feito nas sociedades residentes e nas sociedades não residentes" ('offshore').