Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Angola/Eleições: "Quem não pertence ao MPLA é cidadão de segunda classe" -- Líder UNITA

Lusa

  • 333

Luanda, 20 ago (Lusa) - O líder da UNITA, Isaías Samakuva, maior partido da oposição em Angola, disse em entrevista à Lusa que quem não pertence ao MPLA, no poder desde 1975, é considerado "cidadão de segunda classe".

Isaías Samakuva, líder da União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA), estende a crítica ao Presidente da República, José Eduardo dos Santos, a quem acusa de "primeiro responder às necessidades dos seus camaradas de partido e só depois é que considera aqueles que não são do seu partido".

Nascido em Kunji, na província do Bié, centro de Angola, Samakuva, de 66 anos, sucedeu a Jonas Savimbi à frente da UNITA na sequência da assinatura do Memorando de Paz de 2002, que pôs fim à guerra civil, e parte para as eleições gerais de 31 de agosto convicto de que o eleitorado está mais "maduro politicamente" e "consciente das suas responsabilidades cívicas".