Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Angola/Eleições: Empresa espanhola Indra recusa comentar acusações da UNITA

Lusa

  • 333

Madrid, 17 ago (Lusa) -- A empresa de tecnologia espanhola Indra recusou-se a comentar as declarações da UNITA sobre a sua contratação para o processo eleitoral em Angola, afirmando que a sua participação no ato eleitoral é puramente "técnica e tecnológica".

Fonte da empresa espanhola disse à Lusa em Madrid que a Indra não comenta questões políticas relacionadas com qualquer das dezenas de processos eleitorais que já conduziu em vários países, incluindo Portugal e Espanha.

"Não entramos em temas políticos. Em Angola estamos a fazer apenas desenvolvimento técnico e tecnológico", afirmou a mesma fonte, em resposta às acusações da UNITA, principal partido de oposição em Angola, de falta de transparência da Comissão Nacional Eleitoral na preparação das eleições gerais de 31 de agosto, que inclui a escolha da Indra.