Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Angola: UNITA admite não ir a eleições por alegada falta de condições

Lusa

  • 333

Luanda, 12 jul (Lusa) - A UNITA, maior partido da oposição, colocou hoje em Luanda a hipótese de não participar nas eleições gerais de 31 de agosto por alegada falta de condições, designadamente as ilegalidades que aponta à condução do processo eleitoral.

A advertência foi apresentada em conferência de imprensa por Isaías Samakuva, acompanhado do 'estado-maior' do partido que lidera.

"Se os vícios e anomalias não forem sanados, e as condições objetivas não estiverem reunidas de modo satisfatório, nos termos da lei, e nos prazos estabelecidos, dificilmente Angola irá às urnas para eleger democraticamente os seus líderes", disse Isaías Samakuva.