Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Anestesista condenado a três anos de prisão com pena suspensa em Mirandela

Lusa

  • 333

Mirandela, 22 abr (Lusa) -- Um médico anestesista foi hoje condenado a três anos de prisão com pena suspensa e ao pagamento de 140 mil euros de indemnização à família de uma mulher que morreu há seis anos, em Mirandela, depois de uma operação.

A indemnização será paga de forma solidária com a Unidade Local de Saúde (ULS) do Nordeste, que integra a unidade hospitalar onde ocorreram os factos em dezembro de 2006, quando Maria Pereira, de 40 anos, acabou por morrer, na fase de recobro, na sequencia de complicações depois de uma operação à tiroide.

A defesa do médico ainda vai analisar a decisão para decidir sobre um eventual recurso, enquanto que a família da vítima considerou que se fez justiça.