Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Analistas Clínicos e Farmacêuticos contra novo regime de convenções

Lusa

  • 333

Lisboa, 26 set (Lusa) -- A Ordem dos Farmacêuticos e a Associação de Analistas Clínicos consideram que o novo regime de convenções representa "uma grave ameaça à sobrevivência dos laboratórios privados de proximidade" e levará a uma concentração do mercado nos grandes grupos.

O diploma, já aprovado em Conselho de Ministros e a aguardar promulgação do Presidente da República, prevê que os preços das análises clínicas a pagar aos convencionados possam ser determinados pela competição entre concorrentes, através de concursos públicos, o que farmacêuticos e analistas clínicos veem como "eticamente inaceitável".

"O conjunto de prestadores privados de serviços de saúde não pode estar sujeito a uma concorrência selvagem de preços", refere o comunicado da Ordem e da Associação Portuguesa de Analistas Clínicos (APAC), considerando que isto conduzirá a uma concentração do mercado em dois ou três laboratórios detidos por grandes grupos financeiros.