Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Amnistia Internacional critica reativação da pena de morte na Papua Nova Guiné

Lusa

  • 333

Sydney, Australia, 29 mai (Lusa) -- A Amnistia Internacional classificou hoje de "brutal" a reativação da pena de Morte na Papua Nova Guiné, uma medida que pretende acabar com uma serie de homicídios e violações no país do Pacifico Sul.

Kate Schuetze, investigadora da Amnistia Internacional no Pacifico explicou à cadeia australiana ABC que a pena de Morte "viola o direito à vida e à liberdade mediante um tratamento cruel, inumano e degradante".

A representante da Amnistia Internacional assinalou que a pena de Morte não reduziu a violência criminal nos países em que está em vigor.