Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Amnistia critica julgamento de soldados indonésios acusados de executar prisioneiros

Lusa

  • 333

Banguecoque, 20 jun (Lusa) -- A Amnistia Internacional (AI) classificou hoje de farsa o tribunal militar que julgará 12 soldados das forças especiais do exército indonésio acusados de executar prisioneiros de forma extrajudicial.

Em comunicado, a AI previu que o processo que deverá começar hoje voltará a encobrir os crímenes cometidos pelos solados de Kopassus, as forças especiais indonésias que acusa de violar com impunidade os direitos humanos.

"Estes tribunais não deveriam ser usados nunca para julgar aqueles acusados de violações de direitos humanos. São parciais e criam um ambiente de intimidação para os testemunhos", disse Isabelle Arradon, subdiretora da AI para o Programa da Ásia Pacífico.