Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ambientalistas dão parecer desfavorável a empreendimento da Mata de Sesimbra

Lusa

  • 333

Setúbal, 22 mar (Lusa) - Três organizações não governamentais de defesa do ambiente deram hoje um parecer desfavorável ao Estudo de Impacto Ambiental (EIA) do empreendimento turístico da Mata de Sesimbra, que consideram ser um atentado contra o ambiente e ordenamento do território.

A Liga para a Proteção da Natureza (LPN), Associação Nacional de Conservação da Natureza (Quercus) e Grupo de Estudos de Ordenamento do Território e Ambiente (GEOTA) acusam a Câmara de Sesimbra de insistir num mega empreendimento com fortes impactes negativos na região e garantem que o EIA não faz uma avaliação dos impactes cumulativos de todos os empreendimentos turísticos previstos para a Península de Setúbal.

Assegurando que já existe "oferta excessiva" para toda a península, para onde está previsto um total de sete campos de golfe e de 30.000 camas, os ambientalistas dizem que se está "em presença do planeamento da construção de um `continuum´ urbano do Seixal até Sesimbra, com impactes sobre as áreas classificadas e as populações, que não foram avaliados".