Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Amarsul admite recorrer ao tribunal por dívida de 8,5 milhões de euros da Câmara de Setúbal

Lusa

  • 333

Setúbal, 22 mar (Lusa) - A Amarsul, empresa multimunicipal de valorização e tratamento de resíduos sólidos, admite recorrer aos tribunais para garantir o pagamento de uma dívida superior a oito milhões de euros por parte da Câmara de Setúbal.

A presidente do Conselho de Administração da Amarsul, Cristina Saraiva, disse à agência Lusa que a autarquia liderada por Maria das Dores Meira (PCP) não cumpriu o acordo de pagamento celebrado no início de 2012, o que levou a empresa a solicitar à Direção Geral das Autarquias Locais (DGAL) a dedução da quantia de 8,5 milhões de euros (valor da dívida vencida a 30 de novembro de 2011) às transferências para o município.

"Solicitamos a retenção na DGAL e já foi concedida, mas o valor em causa não é suficiente para fazer face à dívida. Já solicitámos uma reunião urgente com a autarquia, vamos tentar uma negociação e, no máximo, recorrer aos tribunais", acrescentou.