Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Álvaro Santos Pereira defende IRC a 10% dentro de uma década

Lusa

  • 333

Lisboa, 31 out (Lusa) - O antigo ministro da Economia Álvaro Santos Pereira defendeu hoje que o IRC em Portugal deve descer para os 10% ao longo da próxima década, afirmando que baixar o imposto para os 23% "é interessante mas não chega".

"Temos de conseguir baixar o IRC [Imposto sobre o Rendimento de Pessoa Coletiva] para os 10% nos próximos 10 anos (...) e de ter um país menos burocrático e mais amigo do investimento", afirmou o antigo governante numa conferência hoje em Lisboa organizada pela revista Exame.

Para Santos Pereira, "baixar o imposto para perto do 20% é interessante, é bom, mas não chega", considerando que "a prioridade número um tem de ser baixar a carga fiscal, que está a asfixiar a economia portuguesa e está a asfixiar as famílias portuguesas".