Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Alqueva: Empresa pioneira no turismo náutico no Grande Lago diz que destino "é viável"

Lusa

  • 333

Portel, 10 ago (Lusa) -- A Amieira Marina, pioneira no turismo náutico no Alqueva, considerou hoje "mais difícil conseguir a projeção internacional" do Grande Lago, caso "caia" o complexo liderado por Roquette, mas sublinhou que aquele destino turístico é viável.

"Vimos a situação com alguma preocupação, como é óbvio. Trata-se de um projeto de envergadura e que é estruturante e âncora para outros", disse à Agência Lusa Eduardo Lucas, da Nautialqueva, empresa que detém a marina.

O responsável falava à Lusa a propósito dos pedidos de insolvência apresentados em tribunal pela Sociedade Alentejana de Investimento e Participações (SAIP), liderada por José Roquette e promotora do maior complexo turístico para o Alqueva.