Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Alimentação deve ter abordagem integrada e evitar "guerras estéreis" entre áreas - especialista

Lusa

  • 333

Lisboa, 13 dez (Lusa) - O investigador José Lima Santos defendeu hoje que a questão alimentar deve ser tratada de forma integrada, com a saúde, agricultura, ambiente e tecnologia pois, perante o desafio de alimentar milhões de pessoas, "não pode haver guerras estéreis".

O comissário do ciclo de Conferências sobre o Futuro da Alimentação, que termina hoje na Fundação Calouste Gulbenkian, falou à agência Lusa sobre as conclusões dos vários encontros que reuniram especialistas de diferentes áreas.

Estudiosos do ambiente, agricultura, economia, nutrição ou consumidor juntaram-se num diálogo interdisciplinar para "alargar a visão dos problemas e encontrar novas perspetivas de análise" numa altura em que a fome atinge milhões de pessoas em todo o mundo, os recursos são cada vez mais escassos e as alterações climáticas trazem novas preocupações de adaptação.