Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Alenquer: Ambientalistas querem câmara a vender reservas de água à EPAL para diminuir gastos

Lusa

  • 333

Alenquer, 25 set (Lusa)- A associação ambientalista de Alenquer alertou hoje que, num concelho com captações que servem a EPAL, a autarquia tem milhões de euros em dívida de água por não tirar proveitos das suas reservas.

"Não é aceitável que a câmara de Alenquer tenha dívidas à Águas do Oeste relativas ao consumo de água e que a população pague uma fatura mais cara do que a de Lisboa quando a EPAL [Empresa Portuguesa de Águas Livres] vem abastecer-se de água ao concelho", afirmou à agência Lusa Francisco Henriques, da direção da ALAMBI.

Um consumidor médio, que gaste por mês 10 metros cúbicos de água, paga em Alenquer 6,2 euros (0,62Euro/m3) e em Lisboa apenas 1,9 euros (0,19Euro/m3).