Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Alemanha quer mais peso para os grandes países na supervisão bancária europeia

Lusa

  • 333

Frankfurt, 19 nov (Lusa) -- Os grandes países devem ter mais peso que os outros na futura supervisão bancária europeia, que deve ser dirigida pelo Banco Central Europeu (BCE), afirmou hoje o presidente do banco central alemão, Jens Weidmann, noticia a AFP.

"Como as decisões [do órgão de supervisão bancária] podem implicar custos orçamentais, seria lógico um equilíbrio dos votos, por exemplo, em função das participações no capital" do BCE, disse Weidmann, durante um discurso num congresso de financeiros, realizado em Frankfurt.

No Conselho dos Governadores do BCE, integrado por seis membros do seu diretório e pelos governadores dos 17 bancos centrais dos países que estão na Zona Euro, cada voto tem o mesmo peso nas questões de política monetária, qualquer que seja a participação no capital do BCE do Estado representado.