Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Alemanha: Ikea anuncia investigação independente a acusações sobre presos políticos

Lusa

  • 333

Berlim, 25 jun (Lusa) -- A Ikea anunciou hoje que foi aberta uma investigação independente às alegações de que utilizou o trabalho de presos políticos da Alemanha de Leste e de Cuba nos anos 1980 e que criou uma linha telefónica para informações.

A multinacional sueca pediu a todos quantos tenham informações sobre as condições de produção na antiga República Democrática Alemã (RDA) que recorram àquela linha telefónica, segundo um comunicado da sede alemã da empresa, em Hesse.

Antigos presos políticos da Alemanha comunista declararam recentemente que foram forçados a produzir artigos para a Ikea na prisão.