Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Alemanha defende ajuda militar ao Mali para evitar uma segunda Somália

Lusa

  • 333

Berlim, 17 dez (Lusa) - O ministro alemão da Cooperação e Desenvolvimento, Dirk Niebel, defendeu contribuir para a formação do exército do Mali, com o fim de evitar que o país africano se converta num novo foco de terrorismo islamita.

"Não podemos permitir, depois da Somália, que um novo país caia nas mãos de extremistas islâmicos", afirmou Niebel ao diário "Berliner Zeitung", num artigo publicado hoje, no qual comenta que não há motivos "para mudar os planos de apoio ao Mali".

O político liberal alemão sublinhou nesse sentido que o novo chefe do Governo do Mali, Diango Sissoko, prometeu eleições e quer reconquistar o norte do país, atualmente nas mãos de rebeldes islâmicos.