Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Alegações finais do julgamento de Vale e Azevedo adiadas para 04 de junho

Lusa

  • 333

Lisboa, 07 mai (Lusa) - As alegações finais do julgamento de Vale e Azevedo, indiciado por alegada apropriação de mais de quatro milhões do Benfica resultantes de transferências de futebolistas, foram adiadas para 04 de junho devido à ausência de duas testemunhas de defesa.

A advogada de Vale e Azevedo, Luísa Cruz, justificou a ausência de Alexandre Correia Leal por uma lesão sofrida numa queda e de Álvaro Braga Júnior por dificuldades de comunicação.

O pedido para adiar as alegações finais previstas para hoje foi aceite pelo coletivo de juízes, presidido por José Manuel Barata.