Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Alcochete: Polícia Marítima não estava a realizar fiscalização no local onde desapareceu mergulhador

Lusa

  • 333

Alcochete, 16 ago (Lusa) - A Marinha esclareceu hoje que a Polícia Marítima (PM) não realizou nenhuma operação de fiscalização de apanha ilegal da amêijoa, no local e no momento em que o mergulhador desapareceu no rio Tejo, na zona de Alcochete.

"Naquele dia [terça-feira], não houve nenhuma operação no local ligada à fiscalização da amêijoa nem nenhuma fiscalização a embarcações. Houve, sim, uma lancha da Polícia Marítima que saiu de Lisboa, dirigiu-se ao cais de Alcochete para tratar de um assunto, tendo regressado sem se ter apercebido de nada. Só depois é que foi recebido o pedido de apoio", adiantou, à agência Lusa, fonte das Relações Públicas da Marinha.

Familiares e amigos do homem desaparecido têm criticado a atuação das autoridades e acusam a Polícia Marítima de "perseguir" o mariscador que, segundo eles, terá sido atingido pelo hélice do próprio barco quando tentava fugir da Polícia Marítima.