Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Albufeira do Alqueva está a 85% da capacidade máxima

Lusa

  • 333

Beja, 04 dez (Lusa) - A albufeira da Barragem do Alqueva, o maior lago artificial da Europa, está a 85% da sua capacidade máxima, mas, para já, não estão previstas descargas controladas, o que só deverá acontecer quando atingir o pleno armazenamento.

Segundos dados do Sistema Nacional de Informação de Recursos Hídricos, recolhidos às 00:15 de hoje, a albufeira do Alqueva, situada no rio Guadiana, armazena 3.530 hectómetros cúbicos (hm3) de água e está à cota 148.99. Ou seja, a albufeira do Alqueva está a 85% da sua capacidade máxima e precisa de mais 620 hm3 de água, o correspondente a cerca de seis albufeiras do Roxo, para atingir o pleno armazenamento, que é de 4.150 hm3, à cota de 152 metros.

A água armazenada hoje na albufeira do Alqueva "já é uma garantia" para "suprir todas as necessidades" do projeto "nos próximos anos", mas "ainda admite um armazenamento de mais 620 hm3" e, por isso, atualmente, não se equaciona a necessidade de descargas controladas, disse à agência Lusa fonte da Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas do Alqueva (EDIA). A albufeira do Alqueva é o maior lago artificial da Europa e tem uma área inundável de 250 quilómetros quadrados e cerca de 1.100 quilómetros de margens.