Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ajuda externa: UGT rejeita acordo em concertação social sobre medidas de austeridade

Lusa

  • 333

Lisboa, 11 set (Lusa) - A UGT decidiu hoje que vai recusar qualquer acordo em sede de concertação social que envolva matérias relacionadas com as medidas de austeridade recentemente anunciadas, pedindo também audiências ao primeiro-ministro e Presidente da República.

No final da reunião de hoje, os sindicalistas decidiram que não irão participar em qualquer acordo de concertação social, deixando assim claro que o Executivo não terá o apoio dos trabalhadores na aplicação das medidas de austeridade anunciadas hoje e na sexta-feira passada, ao contrário do que sucedeu quando a UGT apoiou a revisão da legislação laboral.

Na reunião, resolveram acordaram pedir reuniões urgentes ao primeiro-ministro e ao Presidente da República para lhes transmitir o seu repúdio pelas novas medidas de austeridade, que pretende ainda manifestar através de "ações de protesto e greve".