Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ajuda externa: UGT admite integrar greve geral

Lusa

  • 333

Lisboa, 11 set (Lusa) - A UGT admitiu hoje participar numa greve geral em protesto contra as medidas de austeridade avançadas nos últimos dias pelo Governo, embora tenha rejeitado rasgar o acordo de concertação social firmado recentemente.

"Estas medidas [de austeridade] precisam de grandes formas de luta", considerou o secretário-geral da UGT, João Proença, à saída de uma reunião com o secretário-geral do PS, António José Seguro, na sede do partido, em Lisboa.

O responsável disse que a UGT admite integrar uma greve geral de contestação às novas medidas, mas ressalvou que nada está acordado quanto a uma possível data.