Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ajuda externa: 'Troika" teve desta vez muito menos argumentos para contrapor ao PS - Seguro

Lusa

  • 333

Lisboa, 05 set (Lusa) - O secretário-geral do PS afirmou hoje que os representantes da 'troika' (Fundo Monetário Internacional, Banco Central Europeu e Comissão Europeia) apresentaram agora "muito menos argumentos" para contrapor às propostas e ao diagnóstico elaborados pelos socialistas.

António José Seguro falava em conferência de imprensa, no final de uma reunião na sede nacional do PS, que durou hora e meia, em que a 'troika' se fez representar pelos chefes de missão Abebe Sellassie (FMI), Rasmus Ruffer (BCE) e Jurgen Kroeger (Comissão Europeia).

Pela parte do PS, além do secretário-geral do PS, estiveram presentes o dirigente socialista Eurico Dias e o assessor para os assuntos económicos e financeiros, Óscar Gaspar.