Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ajuda Externa: 'Troika' diz que programa de reformas não é suficientemente ambicioso

Lusa

  • 333

Lisboa, 13 nov (Lusa) - O FMI está preocupado com o programa de reformas estruturais, diz que transmitiu ao Governo que este "pode não ser suficiente ambicioso" e diz que a inversão para um equilíbrio externo da economia pode não ser sustentável.

"Apesar de um número importante de reformas estar já em prática, a missão expressou preocupação de que a agenda de reformas possa não ser suficientemente ambiciosa", escreve o Fundo Monetário Internacional (FMI) na análise que faz à oitava e nona revisões do Programa de Assistência Económica e Financeira (PAEF).

O fundo explica que os técnicos continuam a identificar rigidez em várias áreas, e diz que continuam a existir riscos do equilíbrio no saldo externo da economia alcançado poder não ser sustentável e das reformas em curso não serem suficientes para aumentarem as condições da oferta de modo a permitir uma viragem rápida do ciclo económico.