Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ajuda Externa: 'Troika' corta otimismo do Governo para a economia e as exportações em 2013

Lusa

  • 333

Lisboa, 04 jun (Lusa) - A avaliação da 'troika' voltou a conter o otimismo do Governo nas projeções macroeconómicas para o próximo ano, revendo em baixa o crescimento previsto pelo Governo para 2012 para o PIB e em especial para as exportações.

No Documento de Estratégia Orçamental (DEO) apresentado há um mês, o Executivo previa um crescimento de 0,6 por cento em 2013, mas as contas foram revistas nesta avaliação e as novas projeções passam agora a prever um crescimento ainda mais residual da economia, na ordem dos 0,2 por cento.

Na base desta revisão, em grande parte, estão as expetativas do Governo para as exportações. No DEO, o Governo previa para o próximo ano um avanço das exportações de 5,6 por cento face ao fecho de 2012. No entanto, na quarta avaliação, as contas refeitas apontam para um crescimento das exportações na ordem dos 3,5 por cento, mais de dois pontos percentuais abaixo das perspetivas governamentais.