Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ajuda externa: Sindicato do Grupo PT quer que Provedor da Justiça atue contra austeridade

Lusa

  • 333

Lisboa, 14 set (Lusa) - O Sindicato dos Trabalhadores do Grupo Portugal Telecom (STPT) quer que o Provedor da Justiça exerça os seus poderes públicos contra as medidas de austeridade impostas pelo Governo, considerando-as "ilegais" e "injustas".

Em comunicado, o STPT diz que apelou ao Provedor de Justiça para tomar uma posição junto dos poderes públicos, nomeadamente do Presidente da República, para que as novas medidas de austeridade anunciadas pelo Governo na semana passada não venham a ser aplicadas.

O sindicato sublinha que as medidas anunciadas, sobretudo "o acréscimo da taxa social única a ser suportada pelos trabalhadores e do adicional a aplicar aos reformados e aposentados", vão penalizar os trabalhadores, reformados e aposentados, causando "inevitavelmente nova redução na procura" e logo "agravamento da recessão e do desemprego".