Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ajuda externa: "Não faz sentido estar a discutir uma alteração de metas" -- PSD

Lusa

  • 333

Lisboa, 17 jul (Lusa) - O coordenador da Comissão Política Nacional do PSD, Jorge Moreira da Silva, registou hoje a "flexibilidade" do Fundo Monetário Internacional, mas defendeu que "não faz sentido" discutir uma alteração das metas orçamentais estabelecidas para Portugal.

Em conferência de imprensa, na sede nacional do PSD, em Lisboa, Jorge Moreira da Silva sustentou que só porque Portugal fez Portugal fez "aquilo que devia é que o Fundo Monetário Internacional manifesta agora "flexibilidade" quanto às metas do seu programa de assistência financeira.

No entanto, e apesar de considerar que "o lado da receita não teve um desempenho tão positivo quanto se esperava", Moreira da Silva afirmou que o PSD e o Governo não mudaram de posição quanto à redução do défice para 4,5 por cento este ano: "Isto é, nós encontramos nas dificuldades um fator adicional para colocarmos mais energia, mais criatividade e mais talento na concretização desse objetivo".