Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ajuda Externa: Maior risco para Portugal é o abrandamento do setor privado a par do ajustamento orçamental - FMI

Lusa

  • 333

Lisboa, 13 jun (Lusa) - O Fundo Monetário Internacional (FMI) alertou hoje que, no curto prazo, o principal risco de Portugal é "a combinação de um ajustamento orçamental com uma desalavancagem do setor privado", considerando que isso poderia "reduzir ainda mais o crescimento projetado".

Na sua análise no âmbito da sétima avaliação do programa de ajustamento português, hoje divulgada, o Fundo refere que as "perspetivas incertas" de crescimento na Europa aumentam o risco de contração da procura e das exportações portuguesas.

Além disso, o FMI aponta que a força do euro atualmente "pode limitar ainda mais os ganhos de quota de mercado" de Portugal nos mercados de exportação importantes para o país fora do espaço da moeda única.