Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ajuda externa: "É prematuro dizer que Lisboa vai deixar o programa" - pres. Eurogrupo

Lusa

  • 333

Redação, 11 jul (Lusa) - O presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, considerou que "é prematuro dizer se Lisboa vai deixar o programa" de ajustamento, acrescentando que abrir uma linha preventiva de crédito é "uma opção" para o caso português.

O também ministro das Finanças da Holanda foi entrevistado na quarta-feira por cinco jornais europeus, incluindo o espanhol El País, que refere na edição de hoje que a solução final para o caso português ainda não está decidida.

"É prematuro dizer se Lisboa, por exemplo, pode deixar o programa. Uma linha de crédito preventiva por parte o mecanismo de resgate é uma opção, mas ainda é cedo. É possível algum tipo de programa preventivo, se for necessário", afirmou Dijsselbloem.