Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ajuda Externa: Contratação coletiva não pode sobrecarregar empresas - FMI

Lusa

  • 333

Washington 17 jul (Lusa) - O chefe de missão do Fundo Monetário Internacional (FMI) defendeu hoje que a reforma da contratação coletiva não deve sobrecarregar as empresas na fixação de salários, o que pode penalizar a sua rentabilidade.

Numa teleconferência com jornalistas, Abebe Selassie afirmou que caberá ao Governo encontrar "o equilíbrio e certo" na contratação coletiva, ao negociar com empregadores, sindicatos e outros atores.

Mas um "princípio muito importante" nesta reforma, ressalvou é que "não se pode sobrecarregar as empresas" na fixação de salários, permitindo-lhes "olharem para a forma como são rentáveis".