Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ajuda Externa: Choques adversos "plausíveis" podem levar dívida pública aos 140% do PIB - FMI

Lusa

  • 333

Lisboa, 13 jun (Lusa) - O rácio da dívida pública pode superar os 140% do Produto Interno Bruto (PIB) até 2024 caso ocorra uma combinação de choques adversos "plausíveis", alertou hoje o Fundo Monetário Internacional (FMI), acrescentando que a margem de financiamento "não é ilimitada".

Na análise de sustentabilidade de dívida pública que acompanha os documentos da sétima avaliação do Programa de Assistência Económica e Financeira (PAEF), hoje divulgados, o FMI afirma que "a dinâmica da dívida pode tornar-se insustentável" num cenário de choques adversos combinados.

Os choques apontados pela instituição são um choque de crescimento que reduza o produto em 5 pontos percentuais entre 2013 e 2015 (o que poderia aumentar o rácio da dívida em 7 pontos percentuais), uma subida das taxas de juro de 400 pontos base no mesmo período (que teria um impacto de 5 pontos percentuais) e uma redução do potencial de crescimento (que teria um impacto semelhante ao da subida das taxas de juro).