Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ajuda externa: Bruxelas mais otimista que o FMI quanto à dívida e espera redução já em 2015

Lusa

  • 333

Lisboa, 26 jun (Lusa) - A Comissão Europeia estima que a dívida caia a partir de 2015, ficando abaixo dos 100% no início da próxima década, se for cumprido o limite do défice estrutural (0,5%) em 2017, apresentando estimativas melhores que o FMI.

Na sua avaliação à sétima revisão regular ao Programa de Assistência Económica e Financeira (PAEF) de Portugal, hoje divulgada, a CE apresenta estimativas mais otimistas do que o Fundo Monetário Internacional (FMI) divulgou no seu relatório sobre o mesmo exame regular, publicado a 13 de junho.

Bruxelas defende que "uma consolidação orçamental adicional além de 2015 e do horizonte [temporal] do programa [de assistência] iria claramente acelerar a trajetória de redução da dívida".